Cursos Técnicos EAD - CEFET

As inscrições para o Processo Seletivo para o segundo semestre de 2014 dos Cursos Técnicos na Modalidade Educação  à Distância  ocorrerão no período de 01 a 20 de agosto. As inscrições serão efetuadas somente pela internet e as provas ocorrerão no dia 31 de agosto.

Para acessar o Edital CLIQUE AQUI

Os cursos serão ofertados nas cidades polos de Campo Belo, Curvelo, Nepomuceno e Timóteo conforme quadro abaixo:


Polo de Apoio Presencial

Curso

Forma

Nº de vagas

Duração do curso

Campo Belo

Eletroeletrônica

Subsequente

35

2 anos

mais estágio

Concomitante

15

Meio Ambiente

Subsequente

35

Concomitante

15

Informática para Internet

Subsequente

35

Concomitante

15

Curvelo

Eletroeletrônica

Subsequente

35

2 anos

mais estágio

Concomitante

15

Meio Ambiente

Subsequente

35

Concomitante

15

Informática para Internet

Subsequente

35

Concomitante

15

Nepomuceno

Eletroeletrônica

Subsequente

35

2 anos

 mais estágio

Concomitante

15

Meio Ambiente

Subsequente

35

Concomitante

15

Informática para Internet

Subsequente

35

Concomitante

15

Timóteo

Eletroeletrônica

Subsequente

35

2 anos

mais estágio

Concomitante

15

Meio Ambiente

Subsequente

35

Concomitante

15

Informática para Internet

Subsequente

35

Concomitante

15

TOTAL

 

 

600




 Para maiores informaçoes sobre o curso acesse o site  www.etec.cefetmg.br

MMA lança oito cursos a distância para formar 10 mil pessoas

Aulas serão pela internet
Martim Garcia/MMA

Cursos sobre cidadania e sustentabilidade socioambiental serão realizados pela plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

TINNA OLIVEIRA

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) vai promover, neste ano, oito cursos a distância sobre cidadania e sustentabilidade socioambiental. A previsão é formar 10 mil pessoas até dezembro deste ano. Os cursos serão realizados por meio da plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). O objetivo é ampliar o acesso de diversos públicos interessados nos processos de formação e capacitação desenvolvidos pelo MMA.

O diretor de Educação Ambiental, Nilo Diniz, explica que o MMA e suas entidades vinculadas procuram, na atualidade, articular e potencializar a capacidade institucional de formação e capacitação, ampliando a base social da política ambiental no país. “Este é o propósito desses cursos, que, por meio de uma nova plataforma virtual e de metodologias específicas, se somam a outras formações presenciais em andamento, bem como a processos participativos, como os conselhos e as conferências nacionais de meio ambiente, tanto a versão adulto, quanto a versão infanto-juvenil", enfatiza.

Em julho, serão realizados dois cursos. O primeiro aborda questões que visam qualificar e reduzir o consumo infantil. O curso Criança e Consumo Sustentável” tem como público-alvo as mães e os pais. Serão 20 horas de curso para duas mil vagas. O curso Estilo de Vida Sustentável”tem como objetivo trabalhar uma nova perspectiva de qualidade de vida com base em padrões sustentáveis. São duas mil vagas para qualquer pessoa interessada no tema. O curso tem carga de 20 horas.

TEMAS PRIORITÁRIOS

De agosto a dezembro, será realizado o curso Formação de agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar, com duas mil vagas. O objetivo é colaborar com a formação de lideranças do campo e técnicos de instituições que atuam com educação ambiental e agricultura familiar. O curso visa auxiliar no desenvolvimento de processos formativos e de mobilização nos territórios em favor da regularização ambiental, da adoção de práticas agroecológicas e sustentáveis e do enfrentamento de questões e conflitos socioambientais.

A iniciativa é destinada aos agentes de assistência técnica e extensão rural (Ater), lideranças de movimentos, sindicatos, associações, técnicos de organizações não governamentais (ONG), pastorais, prefeituras, órgãos públicos, empresas, professores, jovens, ambientalistas, animadores culturais. O curso compreende 120 horas de aula.

Apoio à implantação do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF) nos Territórios” é o tema da quarta capacitação, que busca refletir sobre questões relacionadas à temática socioambiental no campo. Podem participar gestores públicos estaduais e municipais e representantes de instituições que atuam com educação ambiental e agricultura familiar. Será ministrado de setembro a novembro, com 60 horas de duração e 300 vagas disponíveis.

AMPLIAÇÃO DE CONHECIMENTO

O curso que aborda as estratégias de implantação do programa Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P), destinado aos gestores de órgãos governamentais, acontecerá de agosto a setembro. Serão disponibilizadas duas mil vagas e o curso durará 20 horas. Igualdade de Gênero e Sustentabilidade” é o tema da sexta capacitação, aberta a todos os interessados. Ocorrerá de setembro a outubro, com mil vagas e 20 horas de duração.
Também será realizado um curso de formação de conteúdistas em educação a distância. A proposta é realizar a formação técnica sobre estratégias e metodologias de desenvolvimento de conteúdos na linguagem à distância. O curso é destinado aos servidores do MMA e das unidades vinculadas, além de representantes de instituições que atuam com ensino a distância. Será ministrado de outubro a novembro, com 20 horas de duração e 500 vagas disponíveis.
O último curso tem o intuito de apresentar as etapas necessárias para elaboração dos Planos Municipais de Resíduos Sólidos para os gestores públicos municipais. Será realizado em novembro, com 200 vagas e 20 horas de duração.

Confira a lista dos cursos até dezembro:

1. Criança e Consumo Sustentável: julho, 20 horas, 2 mil vagas.

2. Estilo de Vida Sustentáveis: julho, 20 horas, 2 mil vagas.

3. Formação de agentes populares de educação ambiental na agricultura familiar: agosto a dezembro, 120 horas, 2 mil vagas.

4. Apoio à implantação do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar nos Territórios: setembro a novembro, 60 horas, 300 vagas.

5. Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P): agosto a setembro, 20 horas, 2 mil vagas.

6. Igualdade de Gênero e Sustentabilidade: setembro a outubro, 20 horas, mil vagas.

7. Formação de conteudistas em EaD: outubro a novembro, 20 horas, 500 vagas.

8. Planos Municipais de Resíduos Sólidos: novembro, 20 horas, 200 vagas.

16 de julho - Aniversário de Minas Gerais

"Ser mineiro é dizer "uai", é ser diferente, é ter marca registrada, é ter história. Ser mineiro é ter simplicidade e pureza, humildade e modéstia, coragem e bravura".

Carlos Drummond de Andrade

16 de julho - Aniversário de Minas Gerais

Prêmio Cidade Pró-Catador - 2ª Edição


A segunda edição do Prêmio Cidade Pró-Catador para reconhecer boas práticas de inclusão dos catadores de materiais recicláveis é promovido pela Secretaria-Geral da Presidência da República e pela Fundação Banco do Brasil, em parceria com Ministério do Meio Ambiente e Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR).
O prêmio é dirigido aos municípios e visa incentivar, valorizar e dar visibilidade a práticas que contribuam para a implementação de políticas de inclusão social e econômica de catadores e catadoras de materiais recicláveis, em especial na implantação de coleta seletiva com a participação ativa deste público. Algumas cidades já mantêm políticas que possibilitam a inclusão de pessoas de baixa renda, contribuindo para os esforços do governo federal na superação da pobreza extrema.

Edital 2014
A segunda edição do Prêmio Cidade Pró-Catador tem como público alvo municípios ou consórcios intermunicipais. No caso de consórcios, a inscrição da iniciativa poderá ser realizada por qualquer dos municípios consorciados. 

Inscrições
A inscrição deve ser realizada em uma das quatro categorias do Prêmio:
  • Categoria A Até 20.000 habitantes
  • Categoria B De 20.001 a 100.000 habitantes
  • Categoria C De 100.001 a 300.000 habitantes
  • Categoria D Mais de 300.000 habitantes
A classificação nas categorias é realizada conforme estimativa de população do IBGE para o mês de julho de 2013.
As inscrições ocorrerão no período de 6 de junho a 5 de setembro de 2014, data limite para preenchimento do formulário eletrônico. Não há taxa de inscrição para o prêmio. 

Vencedores
Serão escolhidas três iniciativas por categoria, num total de 12, para avaliação in loco. Após as visitas, serão selecionadas quatro iniciativas vencedoras, uma por categoria, e todas terão o relato de sua experiência publicado. 

Prêmio
As iniciativas vencedoras poderão apresentar proposta de investimento por meio de projeto conjunto da prefeitura e da cooperativa ou associação de catadores participantes da iniciativa no valor de até R$ 120 mil, conforme indicado no Edital.

Mais informações

Fonte acessada em 17/06/2014: http://www.secretariageral.gov.br/procatador/premio